RSS

domingo, 1 de março de 2009

Não, não. Ela já morreu...

Depois de um estresse tamanho, com essa história do relatório final do projeto, preenchimento de formulários, elaboração de manual de encontro e desencontros de informações. Estou eu almoçando na casa da minha vovó, quando minha amiga me manda uma mensagem dizendo que tinha noticias boas sobre o projeto, daí termino de almoçar correndo, volto pra casa para saber das últimas informações.
Fico sabendo que para amanhã só é preciso entregar os formulários e que o relatório e o meu bendito manual é só no dia 06. Pense em um alívio! :D
Depois dessa feliz notícias, o que meus amigos e amigas sugerem?
Suelyn, que tal a gente sair pra comemorar e tirar o estresse?
Eu, claro topo na mesma hora!
Vamos lá, reunimos meia dúzia de amigas, os meninos reuniram os seus e lá vamos nós tomar Chop no Shopping, só que eu e minhas amigas preferimos ficar a sós, colocarmos os papos em dia, paquerar e fazer as nossas confabulações que não são poucas! :D Fizemos o verdadeiro Clube da Luluzinha, falamos de tudo e de todos! :D
Depois de muitas e muitas risadas, de esquecermos por um momento os projetos e a bendita matrícula que virá nos próximos dias ( que tenho certeza que vai render muitos post's aqui no blog ), resolvemos ir embora. Uma amiga nossa, que mora bem pertinho do shopping nos convida para ir até a casa dela e depois ela iria nos deixar em casa.
Passamos lá, entramos, conversamos um pouco, tomamos água, café, bolo etc, etc, etc, etc...
Daí chega a avó dela na cozinha, pedindo chá e bolo para a mãe da minha amiga. A velhinha chega perto de nós e começa a conversar, enrolava um pouco os assuntos mas conseguia ficar atenta no que falávamos.
Daí, minha amiga pergunta a idade dela:
A velhinha diz:
- Nasci em 1912
Suelyn diz:
- No ano que minha avó nasceu.
A velhinha diz:
Ela é assim como eu?
Suelyn diz:
Não, não. Ela já morreu...
Dois segundos de silêncio, todas as meninas começam a rir e a dizer que eu não tenho noção. Como assim não tenho noção?
Só porque falei que a minha avó tinha morrido?!
Por uns dez segundos não percebi o que tinha falado, foi algo involuntário que saiu sem querer. daí fiquei imaginando o que eu poderia fazer naquele momento, mil coisas passaram na minha cabeça naquele momento, mas não tinha mais nada a fazer, não tinha como não rir da situação. A única coisa que fiz, foi baixar a cabeça e começar a rir.
Foi cômico!
Mas o que eu poderia fazer se o fim da minha avó foi trágico e ela morreu?
As meninas deveriam entender que aquela velhinha deveria colocar as mãos para o céu por ainda está viva, porque a minha avó não chegou a completar os 97 anos de vida que aquela senhora tinha.
Tem certas situações que só acontecem comigo! :(

5 comentários:

M. disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Normal..tb mando uns fora sem querer..pqp!! Diria até, que sou a rainha deles.

Ahhhhh, a faculdade...época boa...de corre-corre, de matrícula..ê saudade!! Mas na verdade, a única coisa que sinto falta da facul são os amigos..e bem poucos. rs

Bjossssssssssssss!!!

Dany disse...

Coitadinha da velhinha, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... foi hilário mesmo cena. Quando lembro, caio na risada!
Imagina a senhora toda entusiasmada querendo saber se sua vó era tal qual ela e vc me solta uma daquelas... Só faltou dizer: não, a senhora tem mais carne e vida que ela nesse momento, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Ow povo louco, senhor!
bjs

Na. disse...

Mas o que vc falaria?! Iria mentir?! Sua avó morreu! As pessoas tem um medo de falar em morte, sendo que ela é a única certeza que temos na vida...

Xerus
=***

Dany disse...

Tem selo e meme pra vc lá no meu blog!
Pega lá depois...

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!