RSS

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

E entre tanta saudade, me pego em meus pensamentos...

Coração ferido pela dor passada.
Angústia, medo, temor, receio...
Olhar tenebroso perante as coisas que me rodeiam, coração fechado e amargurado pelas lágrimas caídas.
Quando me perdia por curvas incertas, me encontraste...
E assim vinhestes!
Para me compreender, para acalmar esse coração que navegava em um mar negro cheio de incertezas. Apagastes as cicatrizes que nele existia, trazendo-me assim esperanças de que fazer alguém feliz realmente vale a pena.
E assim trouxestes brilho aos meus olhos, enradiando-o como um céu estrelado em noite de luar.
Vinhestes, preenchendo o ácido espaço entre meus lábios com tua doçura. Fizestes com que o meu coração batesse mais forte, e assim sentisse saudade.
E assim, tens alegrados os meus dias, colorindo o meu rosto com sorrisos largos e sinceros.
Vinhestes, trazendo-me segurança e liberdade fazendo que minha alma se liberte cada vez que penso em ti, fazendo com que cada vez que pense em mim lembre de ti.
E ao lembrar de ti, não esqueço o brilho dos teus olhos olhando para mim e transmitindo uma segurança que jamais senti.
Adoro-te!
"Você me fez sentir de novo o que eu
Já não me importava mais
Você me faz tão bem
Você me faz, você me faz tão bem..."
           
Detonautas

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Eu já...

Eu já escrevi e não mandei.
Eu já sorrir sem ter vontade.
Eu já brinquei na sala de aula
Eu já me arrependi do que não fiz.
Eu já prometi e fiz. ( Como também já prometi e não fiz)
Eu já guardei muitos segredos.
Eu já escutei amigas e amigos sofrendo por AMOR.
Eu já brinquei carnaval.
Eu já conquistei pessoas inesquecíveis.
Eu já fiz grandes amigos em festas.
Eu já chorei e sofri por amor.
Eu já passei a madrugada pensando em alguém.
Eu já tomei um porre para esquecer problemas.
Eu já perdi o ônibus.
Eu já dei várias desculpas para os professores.
Eu já enganei alguém.
Eu já cheguei atrasada( Isso sempre acontece)
Eu já briguei com a minha irmã.
Eu já me arrependi de ter feito a escolha errada.
Eu já pulei corda.
Eu já binquei de boneca.
Eu já chorei na frente do computador.
Eu já beijei quem não deveria.
Eu já fui para uma festa só para agradar alguém.
Eu já fui expulsa de sala de aula.
Eu já brinquei com quem não deveria.
Eu já disse NÃO ME LIGUE MAIS!( Mesmo sabendo que iriam me ligar)
Eu já fui no show de Zeca Baleiro.
Eu já senti ciúmes( sem falar nos ciúmes que sinto dos meus pais)
Eu já perdir alguém especial.
Eu já estudei muito para uma prova.
Eu já me decepcionei com professor.
Eu já enganei um amigo.
Eu já fiz um curso e desisti.
Eu já fiz viagens inesquecíveis com meus amigos.
Eu já namorei só para fazer raiva a outro.
Eu já soltei um pum na sala de aula( Mas não fez barulho, hehehe).
Eu já menti a minha idade.
Eu já mudei meu jeito só para agradar alguém.
Eu já perdi disciplina na universidade.
Eu já colei em provas.
Eu já estudei e não caiu.
Eu já fiz natação.
Eu já Ballet.
Eu já Eu jáolley.
Eu já olhei para o mar pensando em alguém.
Eu já conversei na aula.
Eu já passei trote.( Quando era criança, adorava fazer isso)
Eu já tive bulimia nervosa.
Eu já passei reveillon longe da família.
Eu já fui em vários médicos e não voltei para mostrar os resultados dos exames.
Eu já cortei o cabelo sem querer.
Eu já senti saudades.
Eu já chorei de tanto rir.
Eu já briguei com minhas amigas.
Eu já tive um sonho.
Eu já fui no show de Kid abelha.
Eu já escutei uma música e chorei.
Eu já ataquei a geladeira de madrugada( faço isso sempre)
Eu já virei noites estudando ( e olhe que eu disse que nunca iria fazer isso).
Eu já bordei.
Eu já falei e fiz o contrário.
Eu já fui ao Show do meu amado DURVAL.
Eu já tive aniversario surpresa.
Eu já fiz uma amiga passar vergonha.
Eu já dormi na sala de aula.
Eu já senti frio e calor ao mesmo tempo.
Eu já senti vergonha.
Eu já sofri uma queda na sala de aula.
Eu já menti o número do telefone.
Eu já passei bilhetinhos na sala de aula.
Eu já briguei com minha vizinha.
Eu já fui ao playcentre.
Eu já tive um ursinho de pelúcia como meu filho.
Eu já dei um cachorro quando queria ficar com ele.
Eu já fui ao show de Nando Reis( e detestei!)
Eu já tomei banho de chuva.
Eu já tive piolho quando criança.
Eu já escrevi meus segredos em agendas.
Eu já mandei assinar meu nome na lista de presença.
Eu já beijei sem ter vontade.
Eu já disse que perdoei sem perdoar.
Eu já traí e fui traída.
Eu já gritei de estresse.
Eu já tive alergia( aff, nem me lembre)
Eu já fui ao show da Pitty.
Eu já fingi que estava dormindo.
Eu já matei aulas.
Eu já assinei o nome da minha mãe no boletim.
Eu já fui para aula sem querer ( muitas, muitas, muitas vezes)
Eu já fiz uma viagem inesquecível.
Eu já vi uma estrela cadente.
Eu já passei no vestibular.
Eu já recebi e mandei mensagem de madrugada.
Eu já fingi uma dor só para ir embora.
Eu já passei um final de semana inesquecível.
Eu já disse não te quero mais.
Eu já me decepcionei com amizades.
Eu já escrevi baboseiras na sala de aula enquanto que a professora falava.
Eu já fingi não ter vivido uma situação.
Eu já não atendi o celular por não querer.
Eu já em casar( hoje eu não penso mais)
Eu já passei carnaval em Olinda ( e detestei)
Eu já fui da festa direto para aula.
Eu já modifiquei a opinião de alguém.
Eu já fiquei presa no trânsito por mais de 3 horas.
Eu já fui confundida várias vezes com a minha irmã.
Eu já respirei fundo pra não ter que mandar alguém ir para aquele canto. ( mas também, já não aguentei e acabei mandando)
Eu já fui infinitas vezes ao show do Roupa nova.
Eu já fiz tanta coisa nessa minha vida, que muitas vezes me pergunto se eu já fiz tudo isso mesmo!

domingo, 28 de dezembro de 2008

???



Dúvidas nos são apresentadas com a mesma velocidade que as oportunidades.

Decisões...Essas sim demoram!
Por: Suelyn Morais


Na atual situação que estou vivendo, entendo bem o sentido real destas palavras descritas acima.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Dúvidas e incertezas

Muitas vezes nos vemos cercados de dúvidas e incertezas. E estou passando por este momento, não definiria nem como dúvidas mas sim incertezas e de certa forma bloqueios, que eu mesma tenho cometido para minha pessoa.
Tenho em minha mente que a vida é uma só, que devemos aproveitar os momentos e fazer com que se tornem inesquecíveis em nossa vida. Sei que por mais que algum dia alguém tenha te machucado, te feito sofrer, outra pessoa que venha a entrar na tua vida pode não fazer o mesmo.
Mas, eu simplesmente tenho medo!
Afinal de contas, me dediquei ao máximo e não me arrependo de nada que fiz, mas no final das contas fui passada para trás da forma que nunca experava.
A experiência é única e não se repete, cada uma se difere das demais, pois envolvem lugares diferentes, pessoas diferentes, pensamentos e palavras diferentes e até mesmo a aceitação das mesmas. Com certeza o aprendizado nunca termina. Não existe parte da vida que não contenha lições.
Se você está vivo, há lições para aprender. O problema é que pelo medo de sofrer, estou me bloqueando em certas coisas, sei que a única maneira de adquirir experiência é cometendo erros, então o erro é necessário, não há como evitá-lo, cedo ou tarde ele acontece. A experiência não vem dos outros, vem de si próprio e com o tempo você vem a perceber o que deve ou não fazer.
O que estou querendo dizer é que apesar de tudo isso eu preciso me conscientizar que nem todas as pessoas são iguais e que apesar de tudo, se eu não tentar, se eu não me abrir vou viver sempre assim cheia de bloqueios fazendo com que alguém não seja feliz ao meu lado!
Portanto, preciso ler e repetir isso para mim mesma: "Tentar e falhar é, pelo menos, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido, por isso sempre pense antes de agir, na incerteza, use a intuição acoplada a razão e nunca esqueça que o êxito só virá através da ação".
Só assim, essas incertezas e essas dúvidas um dia irão passar!

:)

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Parabéns pra você!

Hoje li uma frase, a qual dizia álgo que nunca havia parado para pensar. Ela dizia o seguite:
"Uma boa mãe vale por cem professores. "
( George Herbert )

E só pude cocluir que é a mais pura realidade. A minha mãe mesmo vale por mil professores e não por cem.
Foi ela que me ensinou as primeiras palavras, quem me ajudou a dar os primeiros passos, que ensinou a distiguir as cores, me ensinou a rezar, me ensinou que a vida nem sempre é um conto de fadas, me ensinou que nunca devria chegar apanhada em casa nem gritada por ninguém( desde que eu estivesse com a razão), me ensinou também que nem sempre as pessoas que mais amamos são as que mais nos ama, me ensinou que acima de qualquer amiga ou amigo meu, ela e minha irmã seriam as pessoas que eu poderia contar SEMPRE independente de qualquer coisa.
Se eu fosse enumerar os ensinamentos que ela já me deu em toda a minha vida não caberia aqui, pois ela é o maior exemplo que quero seguir nessa vida, assim como tento seguir todos os ensinamentos e seus conselhos. É nela que me espelho para que um dia, se eu chegar a construir uma família, os seus ensinamentos serão os reflexos desse espelho.
Só quero te dizer, minha querida e idolotrada mãezinha, que tu és o ESPELHO que quero seguir!
E que o meu amor por ti não tem como ser medido em palavras e nem em gestos, pois amar você é muito SIMPLES!
És uma das maiores razões da minha vida e um dos meus maiores orgulhos! Parabéns por mais um aniversário!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Odeio pessoas ociosas!

Se existe uma coisa que eu detesto na vida, é quando as pessoas procuram saber da minha vida!
Ora...Eu já não me meto na vida de ninguém para que ninguém se meta na minha!
Não procuro saber de nada das pessoas, até que elas cheguem até a mim e falem. Sou super discreta em tudo o que faço, não gosto de saber do que se passa na vida dos outros já para que ninguém procure saber o que se passa na minha.
Mas, não tem jeito...parece que sou alguma artista da globo porque muita gente quer saber o que ando fazendo.
D E T E S T O isso!
Agrrrrh!
Sou do tipo que valorizo muito a individualidade de cada ser, para que assim também façam comigo mas, nem sempre isso acontece.
Para mim , só pode existir duas respostas para isso: INVEJA ou A pessoa é muito OCIOSA e não tem o que fazer. Ao invés de procurar fazer algo produtivo que possam acrescentar algo em seu futuro, não...preferem cuidar da vida dos outros.
Detesto, L I T E R A L M E N T E, isso!
Certas coisas só acontecem comigo!
Se existe uma coisa que me incomoda, que me tira do sério é saber que existe tanta gente nesse mundo que deveria cuidar da sua vida, mas não, elas procuram cuidar da vida dos outros, falando mal, querendo fazer o mal, só queria saber porque tem tanta gente com tanta maldade no coração? O que faz que elas ajam assim?
Eu, diferente desse tipo de gente, tenho personalidade própria e não preciso que ninguém esteja procurando saber o que faço ou o que deixo de fazer, afinal eu já sei muito bem como me defender sozinha e não preciso da opinião de ninguém. Faço o que quero e o que tenho vontade na hora que quero e não preciso expor pra ninguém o que VIVO!
Chega!!! Chega de tanta besteirinha, de tanta coisinha sem noção...
Já me decidi, vou tomar um banho de sal grosso para tirar o "mau-olhado" dessas pessoas que só entram na minha vida para tirar o restinho da paciência que ainda me resta!
A vontade que tenho é de mandar tudinho e fazer companhia a um vaso sanitário, trocando em miúdos, mandar tudinho ir pra MERDA!
Procure cuidar da sua vida pois da minha vida cuido EU!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Vale a pena lembrar de novo!

Final do ano se aproximando e é chegada a hora de fazer aquela análise das coisas que se passaram, momentos vividos nos quais agora só restam as lembranças!
Posso resumir o ano de 2008 em apenas em uma única palavra: SUPERPRODUTIVO!
Superprodutivo em todos os sentidos!
Foi ano que mais me diverti em toda minha vida, conheci e conquistei muitas pessoas que vou levar para sempre na história da minha vida. Compartilhei de vários momentos que posso dizer que serão inesquecíveis para mim.
Tudo o que tracei como objetivo neste ano eu conseguir alcançar, até algo que eu achei que seria impossível, acabou acontecendo! :D
Posso dizer com toda a certeza que em um ano eu amadureci o bastante e me tornei uma pessoa mais independente, hoje acredito mais em mim e nas coisas que posso fazer com a certeza que darei, sempre, o melhor de mim!Posso dizer que 2008 foi um ano de superação para mim, onde os "pequenos" problemas que existiram tive discernimento o suficiente para superá-los.
Vivi momentos de extrema felicidade, em soisas simples eu via o "MELHOR da VIDA".
Cada dia mais me apaixono pelo o curso que faço e vejo que foi uma das melhores escolhas da minha vida, nele conquistei pessoas que vou levar para sempre na minha vida, que me ensinaram muito e com elas já pude compatilhar momentos de trsiteza como também, muitos, momentos de extrema felicidade.
Viagens planejadas e também não planejadas fizeram também toda a diferença nesse ano. Nelas conheci várias pessoas e me dei muito bem com todas elas.

Retrospectiva de alguns momentos que fizeram a diferença em 2008!

Janeiro - Férias, muitas e muitas aventuras vividas
Fevereiro - Reencontro com os amigos da universidade e muitas, muitas, muitas farras! ( Nesse mês eu conheci a minha parêa - Dany-)
Março - Estudos e muitas farras, muitas mesmo!
Abril - Estudos e muitas, muitas farras mesmo!
Maio - Estresse de final de período mas mesmo assim achamos tempo para as farras, tive a bendita alergia também...
Junho - Festas, muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,muitas, muitas,afinal é o mês do São João e este ano onde eu poderia ir eu fui!
Julho - Festival de Inverno de Garanhuns, Visita técnica aos Engenhos de Areia, aprovação dos ARTIGOS (SEPRONe e ENEGEP)
Agosto - Estresse com o final do período, farras, farras, farras muitas farras!
Setembro - SEPRONe, Festa na casa de Creuzinha, Bregareia!
Outubro - Meu aniversário, e mais um monte de farra!
Novembro - Festas, saídas com as amigas e amigos e estudo pois o final do período estava se aproximando!
Dezembro - Estudos, e programação para as férias, sem falar nas confraternizações de final de ano!

Tenho todos os momentos guardadinhos aqui dentro de mim e lembro das coisas mais engraçadas, mais estressantes, os momentos das risadas, do saber calar como também do saber ouvir e dos que tive que falar, também.
Só desejo que em 2009 eu possa viver pelo menos metade das coisas que vivi este ano, pois tenho certeza que se isso acontecer eu ficarei muito, muito, muito FELIZ!


Felicidade é muito pouco, o que eu desejo ainda não tem NOME!
E que venha 2009!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Eu estou te esperando..vê se não vai demorar...

Quando tá escuro
E ninguém te ouve
Quando chega a noite
E você pode chorar
Há uma luz no túnel
Dos desesperados
Há um cais de porto
Pra quem precisa chegar
Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar
Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar
E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mais ainda sei me virar
Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar
Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar
Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Deve ser genético!

Não sei se isso é comum, mas sempre aconteceu comigo. Desde pequena nunca gostei de ver meus pais se abraçando, se beijando, enfim namorando na minha frente. Me sentia (e me sinto) incomodada. Coloco a cara feia, saiu de perto, reclamo, xingo...
Não sou uma pessoa ciumenta em relação as amizades e namorados mas, quando são especificamente os meus pais eu sinto ciúmes e muito.
Ontem parei para observar que esse "problema" deve ser genético porque a minha mãe é extremamente ciumenta, não só com meu pai mas comigo e minha irmã também!
Geralmente o pai é que sempre sente ciúmes das filhas, mas aqui em casa é totalmente o contrário, lógico que ele se preocupa, procura saber das coisas mas é totalmente diferente da minha mãe.
Ela, diferente dele, quer saber de tudo que acontece minuciosamente. Mas eu sei controlar essas situações tirando onda da cara dela, rindo, fazendo de conta que nada está acontecendo e muitas vezes para que eu veja ela fora do sério fico estressando ela mais ainda. Faço isso para que ela possa perceber que eu não sou nenhuma criança, que cresci e que sei muito bem me defender.
O bom é que para tirá-la do sério, muitas vezes eu conto com o apoio da minha irmã que também entra na minha onda e faz o mesmo com ela.
Foi muito engraçado uma parte da noite, ontem, aqui em casa.
Chego da universidade, tomo um banho nas carreiras, troco de roupa, olho para ela e digo: essa roupa está boa?
Ela olha para mim e diz: - Está sim, mas hoje é quinta-feira, você só gosta de sair na sexta ou no sábado. Você vai pra onde?!
Eu nada cínica, olho para ela e digo: - Vou sair hoje, com um amigo meu.
Daí, percebi que ela ficou super curiosa para saber quem era.
E eu, com a ajuda da minha irmã começamos a tirar onda da cara dela, mandando ela parar com os ciúmes dela, de deixar das besteiras e comecei a perceber que ela começou a se irritar e para fazer com que o clima se transformase em uma cena cômica, minha irmã me olha e diz: - Suelyn, você sabe o que é isso?
Eu respondo: - Não.
Minha irmã, que nessas horas consegue ser mais cínica que eu começa a cantar um trecho de uma música que existe aí, que não sei de quem é mais que a letra diz bem assim:
Isso é ciúmes, ciúmes de você,ciúmes de você, ciúmes de você!
E todas nós ( eu, minha mãe e minha irmã caimos na risada).
Daí, para que o estresse dela diminuísse eu olho para ela com a cara mais cínica do mundo e digo: Está vendo? O meu problema de sentir ciúmes entre você e o meu pai é GENÉTICO!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Reflexão



Recebi esse texto por e-mail e ao ler, percebi que muita coisa tem haver com o que estou vivendo.
Parei e refletir sobre muita coisa...
De todas as coisas que existem, algumas estão ao nosso alcance, e outras não.
Estão ao nosso alcance: o pensamento, os impulsos, o querer e o não querer - em uma palavra, tudo aquilo cujo resultado são nossas próprias ações.
Mas existem coisas que surgem sem que possamos interferir. Neste caso, é preciso saber olhar - com sabedoria - o que se passa. O que perturba o espírito do homem não são os fatos, mas o julgamento que fazem a respeito dos mesmos.
Não peça que tudo na sua vida siga o caminho de sua vontade.
Reze para que as coisas aconteçam como elas precisam acontecer - e verá que tudo é muito melhor do que você estava esperando.
Texto do filósofo Epicteto

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Sem ser necessário entender...

Dúvidas e mais dúvidas estão na minha cabeça neste momento...
Mas é como uma amiga minha falou: Suelyn, se você não arriscar não saberá se irá valer a pena!
Sou sincera e confessso que tenho muito medo de que tudo aconteça novamente, sofri muito e tenho certeza que eu não mereceia ter passado por metade do que passei.
O interessante disso tudo é que estou tendo cautela perante os meus sentimentos, paciência é uma virtude que hoje tenho.
Às vezes até percebo que já estou envolvida mas, durona, como sempre não quero confessar nem para mim mesma. :D
As coisas que estão acontecendo está sendo de forma intensa, rápida e que muitas vezes procuro explicações e não encontro. E como (vc) mesmo fala, tem certas coisas que não se explicam, apenas se vivem.
Sei que não adianta pensar no que se passou pois, do passado só quero ter agora as lições, o presente é o que mais me IMPORTA no momento, acho que devo mais é jogar todas as preocupações, vans, de lado e procurar viver o PRESENTE sem me preocupar com o futuro, afinal, o futuro a Deus pertence e por mais que queiramos muitas vezes certas coisas se Deus assim não permitir é porque não deveria ser aquilo e lá na frente iremos ter a resposta, assim como hoje tenho tido a resposta para muita coisa que me aconteceu, a um ano atrás, e que antes eu não entendia.
E o que mais quero entender é que tudo é muito simples, pois o FUTURO não é nada mais que a resposta do presente pois, se parármos para analisar o FUTURO COMEÇA AGORA!E tudo só depende de cada um de nós...
Confesso que estou adorando tudo isso!
;)

sábado, 13 de dezembro de 2008

A hora do desabafo


A Hora do desespero se aproxima e a minha vontade é gritar, chorar, espernear, me jogar dentro de uma lagoa, passar um bom tempo dormindo e quando acordar imaginar que metade da minha vida tenha sido resolvida ( Isso só em sonho, né?!)
Todo final de período é quase a mesma coisa...
Provas da 3ª unidade para fazer e logo em seguida vem as reposições e consequentemente as possíveis finais ( Isso quando se consegue chegar nas finais...), mas, ainda bem que o tempo de se conseguir chegar nas possíveis finais já passou, aquela parte massacrante do básico eu já passei! Aff! E que etapa vencida da minha vida...
Só de pensar que já me livrei dos benditos cálculos, álgebras, físicas, mecânicas, desenhos( ah os benditos desenhos que eu detestava!), a bendita Probabilidade e Estatística que penei para passar. Pelo menos o Massacre passou...
Por mais que o básico já tenha ido, resta agora a parte do profissional onde apesar de ser um pouco "mais leve" e não ter tantas provas, existem os benditos trabalhos, seminários, artigos e por aí vai...
Estou com um nó no peito só de pensar no que tenho para essa semana, é prova de planejamento ( por sinal uma reposição que deixei pra fazer, mas por justa causa pois fiquei doente), sem falar nas duas benditas listas de não sem quantos exercícios para serem feitos no danado do MINITAB ( um programa que gera um bilhão de gráficos, onde tenho que analisá-los e interpretá-los), o bendito artigo de Ergonomia em uma empresa, a extensa prova de Higiene e Segurança no Trabalho, pelo menos já acabei os dois trabalhos de HST, sem falar que eu imagino que um amigo meu vai mandar o bendito plano de négocio para a disciplina de Empreendedorismo, porque se ele não mandar ainda terei isso para fazer.
Isso porque eu não quero nem imaginar na bendita quarta-feira que terei prova de planejamento, logo depois da prova terei aula e em seguida apresentação do artigo de ergonomia e depois me preparar psicologicamente para fazer as benditas provas do inglês...( Ai como detesto o tal do inglês, não gosto nem de pensar porque aí é que meu coração acelera de tanto estresse, porque se existe uma coisa que eu faço com a maior má vontade do mundo é o tal do inglês!)
Só faço porque sei que lá na frente vou precisar em um concurso ou até mesmo para o mestrado, mas eu detesto LITERALMENTE! Agrrrh! :x
Estou contando as horas para que essa semana passe logo e que pelo menos eu consiga fazer metade das coisas que eu preciso fazer...
Mas tem nada não, essa fase negra passando eu irei passar alguns dias só relaxando e por sinal relaxando muito, viajando, lendo um bom livro, saindo com minha irmã e minhas primas sem se quer pensar no que terei que fazer ainda para terminar esse bendito semestre, afinal ainda ficará para o ano que vem a prova de reposição de Engenharia de Métodos, o bendito Mapa de Fluxo de Valor de métodos e o artigo do empreendimento de Segurança no Trabalho.
Chega logo quinta-feira, para que eu me livre de pelo menos a metade das coisas... :(

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Destinos...

Passamos por momentos de plena felicidade em nossa vida.
Momentos estes que nos marcam de uma forma surpreendente e nos transformam, nos comovem, nos ensinam e muitas vezes, nos machucam profundamente.
As pessoas que entram em nossa vida, sempre entram por alguma razão, algum propósito. Elas nos encontram ou nós as encontramos meio que sem querer, não há programação da hora em que encontraremos estas pessoas. Assim, tudo o que podemos pensar é que existe um destino, em que cada um encontra aquilo que é importante para si mesmo. Ainda que a pessoa que entrou em nossa vida, aparentemente, não nos ofereça nada, mas ela não entrou por acaso, não está passando por nós apenas por passar.
Muitas vezes não sabemos o porquê das coisas que nos acontecem, passamos por situações que no momento não temos nenhuma resposta mas, lá na frente podemos perceber o motivo para que aquilo tivesse ocorrido.
O amanhã é sempre uma interrogação na vida de todos os seres humanos, por isso sempre faço questão de fazer com que as pessoas que me rodeiam sintam-se FELIZES ao meu lado, afinal e se amanhã eu não mais estiver por aqui para alegrar a vida de alguém que quero bem?
É muito engraçado como as coisas acontecem nas nossas vidas, acho que tudo que nos acontece tem um propósito, é a Lei do Destino. E por isso o universo inteiro conspira para que as pessoas se encontrem e resgatem algo umas com com as outras. Discutir o que cada um nos trará, não nos mostrará nada, e ainda nos fará perder tempo demais desperdiçando a oportunidade de conhecer a vida e alma dessas pessoas.
Não deixe para fazer as coisas amanhã, poderá ser tarde demais.
Faça hoje tudo o que tiver vontade!
Diga que ama seus pais, abrace seus irmãos, seus amigos, os seus filhos.
Dê um sorriso para todos, até ao seu inimigo. Se estiver amando, ame pra valer, viva cada minuto deste amor, sem medir esforços. Seja alegre todas a manhãs( é isso que tenho feito todos os dias), mesmo que o dia não prometa nada de novo.
Planeje o seu destino! ( Por mais que as coisas não saiam como se planejou)
Sopre aos ventos os seus sonhos, eles irão se espalhar pelos ares e voltar a você em forma de realidade.
Nada nesta vida acontece por acaso.
Ninguém chega até nós por um simples acaso.
Existe um dito popular muito sábio que diz:" As pessoas não se encontram por acaso, nem permanecem em nossa vida por causa desse simples acaso".

Pensem nisso.
;)

domingo, 7 de dezembro de 2008

Presentinho que ganhei durante o ano de 2008. (Parte1)

Final do ano se aproximando, e é chegada a hora de refletirmos as coisas que vivemos durante o ano que trouxeram alegria e até mesmo que nos deixaram triste.
Meus momentos de tristeza esse ano foram pouquíssimos, graças a Deus!
Acho que fiquei triste mais pelas situações que as pessoas ao meu redor passava do que por coisas que me aconteceram.
Posso resumir o ANO DE 2008 como o ano de REALIZAÇÕES!
Foram muitas coisas conquistadas, um salto enorme na universidade, desafios e barreiras derrubadas, artigos aprovados, projeto conquistado e uma das coisas que mais conquistei esse ano foram AMIGOS!
Amigos, estes, que terei para o resto da vida.
Nesse post quero falar de duas pesoas: Dany e Regina

Regina, eu e Dany

Recordo bem o mês de fevereiro, quando resolvemos fazer um churrasco do curso para reunir o pessoal da universidade na volta as aulas e conheci Danyely (A minha parêa), de cara já nos identificamos afinal temos quase a mesma personalidade, de falar e fazer o que pensamos idependente do que os outros pensam. Menina de personalidade forte, assim como eu.
Que busca o que quer e não deixa se abater pelos atropelos da vida.

Eu e Dany

E nesta conquista de amizades, mais uma foi conquistada. E com palavras de cearense foi enfatizar à REGINA.

Regina, é o tipo de amiga que sabe ouvir, sabe guardar segredos, adora planejar algo comigo e Dany. Outro dia estávamos conversando eu e Dany, e ela mesmo falou que nos enxergava como três irmãs onde eu e dany tínhamos que está sempre pertinho de Regina, tendo o maior cuidado, tentando protegê-la como se fossse uma bonequinha de porcelana, afinal ela é o tipo de pessoa que acha que todo mundo é muito inocente e sem malícia. Tudo para ela sempre está bom.

O trio Nordestino: A Paraibana, a Piauíense e a Cerarense

Penso nos momentos que passamos juntas, NOSSA...foram muitos e muitos especiais porque deixam uma saudade enorme no coração(Fico até arrepiada só de relembrar). foram tantas coisas, tantas risadas demos juntas como também compatilhamos de alguns choros, como foi o caso da noite viarad na universidade estudando e estudando muito, cada uma tentando mostrar para outra que estava lascada na universidade.
E as aventuras, lembro o dia que eu Dany fomos fazer uma VISITA TÉCNICA AOS ENGENHOS DE AREIA, esse dia foi demais, momentos que não se descreve em palavras e se resumir digo apenas uma: Foi MARA!
E a nossa ida para o festival de Inverno em garanhuns? Ah, eita momento bom!
E a nossa tão esperada viagem para o SEPRONe, onde brincamos e curtimos de montão.
Sem falar no BREGAREIA, eita final de semana bom...Sem palavras...
Se eu for descrever tudo vai faltar palavras pra tanta coisa vivida. Acho que o melhor é ter as lembranças de todos os momentos felizes de vivemos.
Tenho certeza que 2009 muita coisa boa viveremos ainda, só os planos que temos de passar Carnaval em Caicó já me deixa super ansiosa, só de pensar no que poderemos aprontar.
Sem falar em SEPRONe2009 , Enegep 2009 e por aí vai.
E como a Dany mesmo fala:
Acaba não Mundão que nós chegamos agora!
Vou modificar só um pouco. ACABA NÃO 2009 QUE NÓS ESTAMOS CHEGANDO AGORA...

Que venha 2009, com muitas felicidades para que possamos partilha-las!




sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

O sentimento do AMOR!


Não adianta tentar me conquistar com palavras bonitas e até prometendo mundos e fundos, afinal sou bem mais que o São Tomé, só acredito vendo e ainda mais: VIVENDO!
Depois de ter passado pela fase do encanto de acreditar que Tudo é para sempre, hoje tenho em mente que o pra sempre, sempre acaba. Mas apesar disso, não vou deixar de viver cada momento pensando que não irá dar certo pois, a vida nos propõe a cada dia um novo recomeço e nos mostra a nova chance de fazer as coisas se tornar simples desde que saibamos como descomplica-las.
Percebo que as coisas mudaram muito, as mulheres hoje em dia não são mais submissas aos seus maridos e muitas buscam sua indepêndencia. E assim, como muitas, também tenho esse pensamento. E como uma amiga minha mesmo falou e concordo plenamente com ela, mulher não precisa de homem para viver, eles sim é que precisam de nós!
Tenho pensado em muitas coisas que me aconteceram e que no momento não tinha as respostas para elas, mas que hoje tenho tentado compreender.
Acredito, hoje, que todo "AMOR" dá certo até um certo ponto, mas nada é para sempre!E que conto de fadas só existem para crianças.
Se formos pesquisar a palavra "AMOR" no dicionário ela é descrita bem assim: 1-Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem. 2- Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro, ou a uma coisa. 3- Inclinação ditada por laços de família. 4- Afeição, amizade, simpatia.
Na minha opinião, o dicionário descreve bem o que é AMOR, mas muitas pessoas ainda imaginam o amor como algo subjetivo.
Para mim o " AMOR" é aquilo que é correto, certo, que não maltrata, pelo contrário só faz bem e se isso deixa de existir, para o AMOR não existe mais. Percebo que as pessoas não se amam, elas apenas precisam de ter outra ao seu lado para ser feliz.
Não existe pessoas que se amem, existem pessoas que no mínimo se respeitam.
Um dia esse meu conceito pode até mudar, mas, acho que do jeito que o mundo vai olhe lá se as pessoas no mínimo se respeitarem.



terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Afinal o que é um Engenheiro de Produção?

Onde encontrar um Engenheiro de Produção?

O que ele faz?

Onde ele atua?

O que o mercado oferece a ele?

Todas essas perguntas podem ser respondidas aqui, cofiram!

sábado, 29 de novembro de 2008

Apaixonada!

Sabe aquela fase onde tudo que acontece é motivo para sorrisos bobos, pensamentos que vem do nada que nos faz viajar muito. Esses sorrisos bobos me faz lembrar sempre coisas boas e que me faz sentir saudade e ao mesmo tempo me faz sentir felicidade dos momentos vividos.
Apaixonar-se é sempre bom!
No começo tudo é lindo...a vida torna-se colorida, cheia de encantos.
Estou vivendo uma das mais belas paixões de toda minha vida, paixão esta que a cada dia se fortalece e desabrocha uma pétala para o amor.
E essa paixão nada mais é do que para comigo mesma.
Estou passando por momentos que vem me fazendo uma pessoa nova e forte a cada dia, solidificando cada vez a minha personalidade, corro atrás das coisas que quero conseguir e sempre estou rodiada das pessoas que conquistei para minha vida e que me faz sertir-me FELIZ!
Cada dia, cada momento da minha vida tem se tornado o suficiente para serem INESQUECÍVEIS!!
É como se eu estivesse vivendo um grande amor. Amor este que não preciso de conceder satisfações a ninguém, apenas a mim mesma avaliando as coisas que faço e que por ventura irei fazer.
Tem um trecho de uma música de Engenheiros do Hawaí, que diz tudo que eu tenho vivido, ele diz bem assim:

"Tenho vivido um dia por semana...
Sem passado, nem futuro eu vivo um dia de cada vez!
...Na falta do que fazer, inventei a minha LIBERDADE"!

Liberdade esta que traduz esses sorriso infindados que a cada dia estampo no rosto.
Quero passar um bom tempo assim, apaixonada, amando, vivendo nas nuvens, saltitando de felicidades e buscando cada vez mais fazer com que esse amor, vivido por mim, seja transmitidos para as pessoas que convivem comigo.





Ainda farei...

Recebi um meme da Marcelinha, e aqui vai a minha resposta.
É o seguinte, têm que relacionar 8 coisas que gostaria de fazer antes de morrer.
Depois tem que: * Convidar 3 blogs amigos pra responder também.
*Comentar no blog de quem nos convidou.
*Avisar os blogs convidados da “convocação”.
*Mencionar as regras.

* Coisas que ainda farei nesta vida:

1- Promover as bodas de ouro dos meus pais.
2-Terminar meu curso que é um dos maiores orgulhos da minha vida (Engenharia de Produção)
3- Conhecer Porto Alegre (RS)
4- Fazer um Cruzeiro junto com minha irmã e minha prima, Luciana.
5- Passar Carnaval em Caicó - RN -
6- Conhecer os Lenções Maranhenses (Isso vou fazer com maior prazer e assim realizar um sonho de infância)
7- Conquistar a cada dia mais amigos
8- E em cada dia da minha tentar ajudar ao máximo, aquelas pessoas que sempre estão ao meu lado, me ajudando, me incentivando e me trazendo alegria

Pessoas que indico para responder:
1- Simone Morais
2- Dany
3- Joh

Beijos

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

** A VIDA ME ENSINOU... **

A vida me ensinou...

A dizer adeus às pessoas que amo, sem tira-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostra-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir;
Aprender com meus erros .Afinal eu posso ser sempre melhor.A lutar contra as injustiças;
Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo,
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhosa com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente,pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e esta me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesma tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

Charles Chaplin

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Em busca da Serenidade


ORAÇÃO DA SERENIDADE

"Concedei-me, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras".

Esta Oração me tem proporcionado uma nova vida.



1. ACEITAR AS COISAS QUE NÃO POSSO MODIFICAR:
São muitas as coisas que não posso modificar; o passado, o futuro e nem outras pessoas. Preciso aceitar o fato de que posso ser atencioso e bondoso com meus familiares, porém não mais tempo do que se lhes esta reservado estar aqui na Terra.
A perda de amigos deve ser aceita como se eles tivessem se mudado para muitas milhas de distância.
Eu não posso modificar as pessoas, elas continuarão fazendo as coisas à sua maneira, apesar de que eu tente dizer-lhes, muitas vezes, qual é a melhor forma... (A MINHA). A quem posso eu mudar? A MIM MESMO.

2. CORAGEM PARA MUDAR AQUELES QUE POSSO:
Isto é, mudar minha maneira de ser.
Oh Senhor! Permita que eu mude os meus sentimentos em relação aos outros. Ao invés de criticá-los, devo aceitá-los como eles são e estar interessado em seus problemas, ao invés de ignora-los. Devo ser afetuoso com os outros, ao invés de mostrar-me frio e insensível.
Permita-me Senhor, que eu mude minhas emoções, colocando esperança, amor, coragem, paz e alegria em minha vida, em lugar de amargura, temor, desgosto, ódio e ressentimento.
Todas estas coisas eu posso modificar, se for suficientemente inteligente para reconhecer a necessidade de fazê-lo.

3. SABEDORIA PARA DISTINGUIR UMAS DAS OUTRAS:
Se vejo coisas de que não gosto, é hora, é hora de examinar a MIM MESMO: minhas atitudes, minhas reações e reconhecer se necessito mudar algumas delas.
Examinaremos uma vez, outra e mais outras, antes de criticar os outros.
Compreendo que minha vida está intimamente ligada a outras vidas, mas estou tendo sabedoria suficiente para entender que não posso mudar os outros, mas posso mudar, minha maneira de pensar, atuar e reagir.
Então, a resposta à minha Oração é: DEVO E POSSO MUDAR SOMENTE A MIM MESMO.

domingo, 16 de novembro de 2008

O Engenheiro no céu!

Um engenheiro morreu e foi aos portões do céu.
São Pedro analisou sua ficha e disse:
- Ah, mas você está no lugar errado, aqui nao pode ficar!
E o engenheiro, então, desceu aos portões do inferno e lá foi admitido.
Mal havia chegado, o engenheiro já estava insatisfeito com o nível de conforto no inferno.
Logo começou a fazer projetos e várias obras e benfeitorias tomaram início.
Pouco tempo depois, já havia no inferno ar-condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e o engenheiro era um cara muito popular por lá.
Um dia Deus chamou o diabo ao telefone e disse ironicamente:
- E então, como estão as coisas aí em baixo, no inferno?
O diabo disse:
- Uma maravilha! Tudo muito bem. Nós agora temos ar condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e isso sem falar o que este engenheiro está planejando para breve.
Do outro lado da linha, surpreso, Deus disse:
- O quê?!! Vocês tem um engenheiro aí? Isso e um engano, ele nunca deveria ter descido para o inferno.
Mande-o subir aqui, imediatamente.
O diabo disse:
- Sem chances.
Eu gostei de ter um engenheiro na equipe, e continuarei mantendo-o aqui.
Deus, já mais irritado, e em tom de ameaça:
- Mande-o voltar aqui, ou eu tomarei as medidas legais.
O diabo soltou uma gargalhada, e disse:
- Tudo bem. E onde você irá conseguir um advogado?

sábado, 15 de novembro de 2008

Enquanto o mundo gira...

Tudo é novo, mas ao mesmo tempo tudo é velho.
É como se todo aquele tempo da adolescência voltasse novamente, os medos, as angústias, frustações, os anseios, a vontade de fazer tudo ao mesmo tempo.
Mas, apesar do tempo ter passado, vejo que muitas coisas mudaram e tudo é diferente.
O novo da novidade chama atenção do velho, o velho por sua experiência chama atenção do novo. Enquanto deliciamos nas nossas vontades o mundo dá suas voltas, essas voltas muitas vezes levam aos seres novos a ficarem velhos, o mundo gira envelhecendo assim as pessoas, essas voltas faz com que pessoas que gostamos se distancie, mas quando o sentimento foi solidificado, seja de uma amizade ou até mesmo de um amor, a vida faz com que " as pedras se encontrem", não mais com aquela imaturidade de antes, essas voltas levam os seres novos a ficarem velhos e os espaços do tempo faz com que os giros da terra determine os motivos da experiência e da simplicidade, do gozo e do desconhecimento.
Há tempos atrás, eram meninos novos e meninas novas.
Hoje são meninos velhos e meninas velhas. E no hoje, ao se encontrarem ocutam suas idades, mas demostram a sua maturidade e só o tempo dirá na verdade o que as almas desses meninos e dessas meninas serão na verdade.
Que o mundo gire!
Gire sem perder tempo, e que esses meninos e meninas girem com o mundo e deixa que o destino e o futuro se encarregará a dizer o que essas voltas traram para as vidas de ambos.
O momento foi necessário, para que ambos enxergassem o quanto amadureceram e que apesar de tudo se o destino é mesmo o dono das nossas vidas fará com que os meninos e meninas se reencontrem com o girar desse mundo.
E enquanto o mundo gira, que ambos aproveitem suas vidas!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Algum dia...

Algum dia - Capital Inicial -


Ninguém nunca te disse
Como ser tão imperfeito
Você tem tão pouca chance
De alcançar o seu destino

É fácil fazer parte
De um mundo tão pequeno
Onde amigos invisíveis
Nunca ligam outra vez
Talvez até porque
Ninguém ligue pra você
Se você quer
Que eu feche os olhos
Pra alguém que foi viver
Algum dia lá fora
E nesse dia
Se o mundo acabar
Não vou ligar
Pra aquilo que eu não fiz
Faz muito pouco tempo
Aprendi a aceitar
Quem é dono da verdade
Não é dono de ninguém
Só não se esqueça que atrás
Do veneno das palavras
Sobra só o desespero
De ver tudo mudar
Talvez até porque
Ninguém mude por você



Muitas vezes nos pergunatamos o porquê das coisas que nos acontece, e naquele momento, muitas vezes não temos as respostas para a situação que estamos vivendo.

Mas lá na frente sempre achamos as respostas desses porquês. Pensamos muitas vezes que temos todas as pessoas, coisas e que somos o dono da situação, quando de repente a vida vem e nos mostra que não é bem assim, que tudo tem seu limite e que tudo pode mudar e essa mudança só vai depender,muitas vezes, de nós mesmo.

Aprendi que não temos tudo que queremos no nosso tempo e sim, que cada coisa na nossa vida vem no tempo certo, no tempo que Deus quer.

Tenho vivido intensamente cada momento da minha vida e me considero hoje, a pessoa mais feliz do mundo. Tenho conquistado muita coisa ao mesmo tempo, e tem momentos que tenho medo de está vivendo apenas um sonho, mas enquanto tudo isso acontece, quero vivenciar cada bom momento e aprender com cada um deles.

No mais , quero registrar uma parte da música, a qual identifica o atual momento que vivo. Pois tudo que tenho vivido tenho certeza que não voltará.

"Se o mundo acabar
Não vou ligar
Pra aquilo que eu não fiz"



quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O irmão mais velho sempre tem que ser exemplo para o mais novo?

Por que o irmão mais velho sempre tem que carregar nas costas o peso de ser o exemplo para o irmão mais novo?
Por que será que o irmão mais velho sempre pensa que se algo acontecer com o irmão mais novo sempre a culpa será sua? pois, seus pais sempre irão pensar que a culpa foi sua ( neste caso refiro-me ao irmão mais velho).
Acho que o irmão mais velho sempre tem essa responsabilidade, de mostrar para os mais novos que são responsáveis, cuidadosos. Isso se deve ao fato que os filhos mais velhos são, muitas vezes, responsáveis pelo bem-estar dos irmãos mais novos, assumindo assim todas as responsabilidades perante os demais irmãos.
Senti isso na pele de duas amigas por esses dias, elas se lamentavam por problemas que estão acontecendo com seus irmãos mais novos e por elas serem mais velha sempre deram o exemplo e nada serviu e ainda, ambas, se culpavam dizendo: Minha mãe vai me matar quando souber!
Isso tudo porque o irmão mais velho adota dentro de si a responsabilidade que se o pai ou a mãe não está por perto quem tem que tomar de conta dos outros irmãos é ele (o irmão mais velho).
Mas por que isso acontece?
Sou a filha mais velha e desde que minha irmã nasceu, minha mãe sempre disse que eu deveria cuidar bem dela e protege-la. Não sei bem ao certo, até que ponto dou o exemplo de irmã mais velha mas deixo sempre livre para que ela possa fazer o que bem quer, até porque a vida é dela e ela sabe bem o que deve fazer com ela, já que meus pais nos educaram mostrado e ensinando como é o mundo lá fora.
É engraçado pois tenho certeza que isso acontece com todos os irmãos mais velhos. Se por acaso acontece algo com o irmão mais novo, os pais nunca apontam como um erro. Mas se o mais velho tivesse feito, os pais teriam metido o pau, falaria um monte de coisa e no final ainda diria: - Olha o exemplo que você está dando ao seu irmão. É sempre assim, o mais velho só se FODE!
Não estou aqui para falar que não gosto de ser a irmã mais velha, nem para dizer que minha irmã vive aprontando, pelo contrário eu apronto bem mais que ela, estou aqui apenas para questionar as responsabilidades que os mais velhos assumem e muitas vezes se culpam quando acontece algo com os irmãos mais novos.
O conselho que dei para minhas amigas, no momento que elas falaram das coisas que vem acontecendo com seus irmãos é que por mais que, elas tem sido o exemploa para eles e mesmo assim as coisas não estão acontecendo da forma que deveria ser, elas não devem se culpar.
Afinal, cada um tem a sua vida e deve fazer dela o que achar melhor para si. Apesar dos pais não perceberem, ambos os filhos já estão bem grandinhos e sabem o que é a vida e não deve ser o irmão mais velho que deve apontar, e até mesmo dizer, o que o outro tem que fazer não.
Cada um tem a sua personalidade, sua individualidade e cabe a cada um procurar o que é melhor para sua vida.

domingo, 9 de novembro de 2008

Por que os homens são tão complicados?


Homens, criaturas interessantes!


Eles vivem dizendo que nós - mulheres - é que somos difíceis de sermos entendidas, mas eles são tão complicados quanto...

As mulheres devem concordar comigo, tem homem que parece um urso. Fica na dele, hibernando um tempão, aí de repente, sai da "caverna" e começa a comer tudo o que vem pela frente...

Já o homem leão é aquele que aparenta ser o rei do pedaço, ele só ruge e espera atenção, serviços prestados; fica na dele até chegar um leão mais novo que ruja mais forte; aí ele mete o rabo entre as pernas e parte pra outra.

O homem garanhão pega todas e vai só contando vantagem...só conquistando...até que um dia quebra a cara, pq é conquistado, depois de conquistado é desprezado e experimenta o que fez durante a vida toda.

O galinha é aquele que não sabe com quem vai ficar, fica com uma, cisca, cisca, depois vê outra mais bonita, larga aquela e parte pra outra, depois vê outra com a bunda maior, ele larga aquela e parte pra outra e assim vai levando a vida até que...a vida passa! E ele envelhece só. Vira um galo velho.

Ainda temos o homem "serial": ele vai colecionando as mulheres por números..." Eu já tive 5, 10, 12...agora são 22..."( as numera como se fossem troféus). Depois ele comenta na roda com os amigos: "Tá vendo aquela ali? Peguei...e aquela do lado dela? Peguei tb...a outra lá, na outra ponta...peguei!"

Pobre criatura...pegou tantas e não pegou nenhuma! Aliás, deve ter pego sim, uma doença venérea...E esse negócio de "pegar mulher", é mto vulgar!! Porque mulher não se pega...mulher se conquista, a mulher é uma dádiva!

Tem que chegar com jeito, com doçura, com carinho, com palavras de amor. Uma mulher que ama é a mais linda de todas! É aquela que abre o coração e abriga. AMA! E isso eu enfatizo bem: Uma mulher que se ama e é amada é a mais linda de todas! É plena, completa, realizada e feliz!Infelizmente a maioria dos homens não se satisfaz com uma mulher só, a curiosidade deles é ilimitada...querem medir os seios, ver qual deles cabe melhor na palma das mãos...querem medir a profundidade da mulher, se ela é quente, se é fria, se rebola igual...se rebola diferente....ah, maldita curiosidade! Eles não aguentam a curiosidade! E por aí vão, caminho a fora, pegadores, conquistadores, devoradores das carentes de amor.

São raros os cativantes, aqueles que olham a mulher pela alma e não pela grossura da coxa, nem pelo diâmetro da cintura, nem pela exuberância dos quadris.

O cativante olha a mulher pela íris, nos olhos, enxerga quem ela é. Aí, ele não a conquista a princípio, ele cativa.

Uma vez cativada, a mulher é capaz de amar sem limites.

O que conquista, logo sente vontade de conquistar novamente, mas o que cativa, se prende também, porque sente vontade de cuidar do que com tanto carinho e zelo conseguiu cativar.Os dois tornam-se um e ele vai levando a vida assim, até que...a vida passa. E eles passam bem, obrigada.


Texto enviado por uma amiga, por e-mail


Eles são interessantes e complicados ao mesmo tempo, e no livro que um dia publicarei vou falar um pouco sobre esse universo que complica tanto a vida de nós, mulheres!


Suelyn Morais


:D

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Será preciso ficar só pra se viver?

Grand' Hotel
(Paula Toller / George Israel)


Se a gente näo tivesse feito tanta coisa
Se não tivesse dito tanta coisa
Se não tivesse inventado tanto
Podia ter vivido um amor
Se a gente näo dissesse tudo tão depressa
Se não fizesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor
Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "bom dia"
Qual o segredo da felicidade
Será preciso ficar só pra se viver
Qual o sentido da realidade
Será preciso ficar só pra se viver
Se a gente não dissesse tudo tão depressa
Se não fizesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor
Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "bom dia"
Qual o segredo da felicidade
Será preciso ficar só pra se viver
Qual o sentido da realidade
Será preciso ficar só pra se viver
Só pra se viver
Ficar só...

É estranho você passar tanto tempo compatilhando vários momentos com uma pessoa e de repente, depois de algum tempo, ambos se encontarem e falarem apenas: Oi, tudo bem? e o outro responder: Tudo bem!
Mas tudo isso não quer dizer, que apesar de tudo que vivi eu não fui feliz e não é porque estou "só" (hahahaha) que eu não sou feliz ou que não estou vivendo da melhor forma. Essa música de Kid abelha, hoje me mostra a realidade de um relacionamento que tive por quase cinco anos e que se acabou do nada, por consequência de erros de ambos.
Mas que tenho certeza que apesar de tudo que passei, que sofri eu posso erguer a cabeça e dizer que tudo valeu a pena e que por mais que o sentimento hoje seja apagado muitas lembranças levarei pra sempre na minha vida pois tudo que vivi foi uma escola para a minha vida!

:D

Será preciso ficar só pra se viver
Só pra se viver
Ficar só...

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Namorar ou não namorar?! Eis a questão!

Depois que abandonam o mundo das bonecas e partem para o mundo dos homens algumas mulheres (e não são poucas) adotam um determinado parâmetro que influencia diretamente nas suas condutas: estou solteira ou estou comprometida?
Todo mundo atravessa essas duas fases da vida pelo menos uma vez.
Ok, passar por elas só uma vez não tem graça, afinal, isso faz parte da curtição. Existe ainda gente que gosta tanto disso que se recusa a realizar o ciclo da vida (nasce, cresce, reproduz e morre, lembram?) e vivem oscilando entre a solteirice e os rolos, namoros, casamentos e outras associações análogas. Mas a questão dolorosa aqui é justamente a fase de transição.
Quando se está solteira é aquela festa.




Vai chegando a quinta-feira e o celular fica saltitando dentro da bolsa. É torpedo de amigo, de amiga, de prima, de rolo, de possível rolo, da Oi avisando para você recarregar e falar mais não sei quantos minutos...uma badalação só, até a que tudo isso enche o saco da minha mãe e ela diz: - Eita! Parece que o fim de semana já começou!
Na sexta você já tem sua agenda programada (manicure, depiladora, encontrar a galera tal no bar X e de lá encontrar uma outra galera no bar Y e por aí vai).
Sábado é a mesma coisa ou pior. Celular tocando horrores, janelinhas saltitando no msn e você resolvendo com quem vai, onde vai, se dá tempo de fazer um esquenta na zona norte e estar na balada antes da meia-noite na zona sul (e é claro que é humanamente impossível).
No domingo, existem três opções: 1. ficar de ressaca o dia todo jurando que nunca mais vira uma tequila sequer nos próximos 100 anos; 2. não ficar de ressaca (afinal você segue sua dieta a risca ou não gosta de beber mesmo) e ficar de bobeira em casa, fazendo hidratação no cabelo, zapeando a televisão sem assistir um único programa do discovery até o fim, ou 3. fazer um programinha ligth com os amigos num parque ou cinema e contar as fofocas e melhores momentos do fim de semana.
Também acontece de passar por aqueles finais de semana que você se sente menos que nada. Ninguém te liga. O msn está vazio. O único torpedo que chegou na sexta foi o da Oi mesmo. Então você pensa: está todo mundo feliz por aí e eu aqui ainda de pijama. Nessas horas é muito fácil atacar um potão de sorvete ou caçar desesperada na dispensa uma mísera latinha de leite condensado para fazer brigadeiro e comer a panela inteira na colher.
Nessas horas você só enxerga que estar solteira é bom demais, mas às vezes estar namorando poderia ser melhor melhor.
Então você sossega e começa dar mais atenção para aquele seu rolo, ou então conhece um cara novo que é tudo de bom e plim! Cá estamos de volta no time das comprometidas. Aí é aquela festa de e-mails, telefonemas, torpedos e similares. Estão os dois lindos, felizes, trabalhando e morrendo de saudades por que não se vêem durante a semana.
E na quinta-feira seu celular volta a saltitar. Seus mil amigos te chamando para sair, aquele seu paquera te liga querendo saber o que você vai fazer na sexta.
E AGORA?Agora você está namorando, OTÁRIA.
Mas tudo bem, essa sensação melhora quando você pensa no seu namorado novinho em folha e em tudo que vocês dois farão no final de semana.
Oooops! O que vocês dois farão no fim de semana é totalmente incompatível com os planos da galera. “Tudo bem, encontro o pessoal no próximo. Esse findi vou ficar com o Fulaninho”.
E você vai lá, desmarca com seus amigos, ouve uns xingamentos e brincadeiras a respeito da sua nova “coleira” e fica torcendo para que eles te entendam. E a história se repete por mais alguns finais de semana até que seus amigos desistem e não te ligam mais.
Você não tem mais vontade de pular de bar em bar na sexta para conseguir encontrar todos os seus amigos, de se acabar numa balada que vai até às dez da manhã do domingo, você quer encontrar seus amigos, lógico. Mas você também quer ficar com seu namorado no sábado a noite fazendo coisas mais interessantes (não preciso ser mais explícita né?) .
Não parece possível e nem desejável levar o mesmo ritmo de vida aos finais de semana que levava quando solteira.
É muito difícil namorar sem ser ingrata com aqueles que preencheram sua vida e te trouxeram alegria quando você estava solteira.
Você precisa conciliar os momentos a dois, os passeios com os seus amigos e com os amigos dele. Fora isso, tem os momentos em que precisamos olhar para nossa própria vida, para os estudos, para o corpo, para o trabalho.
E fica a pergunta no ar...

Namorar ou não namorar?!
Cabe a cada um perceber onde está sendo mais feliz!

Texto retirado do blog Corporativismo Feminino
A pura realidade que tenho vivido!

sábado, 1 de novembro de 2008

Quando acaba - Por Arnaldo Jabor

'Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:' -Ah,terminei o namoro... -Nossa, estavam juntos há tanto tempo.....
-Cinco anos...que pena...acabou....-é...não deu certo...
'Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos essa coisa completa. Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama. Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel. Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível. Tudo junto, não vamos encontrar. Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele. Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate...se joga...se não bate...mais um Martini, por favor...e vá dar uma volta. Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar.... ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela vem!Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?
O legal é alguém que está com você, só por você. E vice versa. Não fique com alguém por pena ou por medo da solidão,nascemos sós. e morremos sós.
Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração.....Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo. E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse....
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. E nem todo sexo bom é para descartar... Ou se apaixonar... Ou se culpar...Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ?????

Tudo isto é a mais pura realidade, se não quer sofrer não se envolva pois, todo relacionamento tem seus momentos bons e ruins, seja ele o mais perfeito que for!
Suelyn Morais



''Se a nossa vida é provisória,que seja linda e louca nossa história, pois o valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.'(Fernando Pessoa)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

As máscaras um dia cairão...


Tem muita gente que pensa que eu sou bobinha, bestinha que não percebo as coisas...

Muito pelo contrário! Enquanto estou dando uma de que não está se passando nada a minha volta, é o momento onde estou mais atenada e observando tudo!

Por mais que muitas vezes não cheguem para falar o que se passa, eu já estou percebendo toda a situação a tempos... Enquanto "alguns" e "algumas", querem ser espertos, pode ter certeza que por mais que eu não comente eu já venho percebendo o que se passa a tempos...

Venho observando algumas coisas que tem se passado ao meu redor, as quais, as pessoas envolvidas pensam que não sei, o pior é saber que você confia naquela pessoa pra contar tudo que acontece com você, quando na verdade esta esconde e omite fatos, e só te fala aquilo que convém, mas é muito bom que isto aconteça pois, assim não mais falarei o que se passa comigo e sim, apenas, aquilo que me convém!

Mas, apesar de tudo, acredito que por mais que se tenha um rostinho angelical, doce e puro as máscaras um dia cairá e muitos até ficarão surpresos com os fatos, MAS EU NÃO! hahahaha. Pois, por mais que eu não deixe trasparecer prefiro ficar quietinha e bem caladinha só observando o que se passa e na mais bela oportunidade irei gritar: EU JÁ SABIA!

Prefiro mostrar o que sou do que está me escondendo em máscaras, pois só assim sempre todos que me rodeiam terão sempre confiança da pessoa que sou e da personalidade que tenho, muitas vezes fingir e esconder aquilo que você é, é sinal de fraqueza e de medo das pessoas.



Enquanto vocês ordenham o leite da vaca eu já estou fazendo a digestão da coalhada! :D
E de besta eu só tenho cara!






segunda-feira, 27 de outubro de 2008

E assim eu vou vivendo . . .


"É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar; é melhor tentar ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final; eu prefiro nas chuvas caminhar, do que em dias tristes em casa me esconder; prefiro ser feliz embora louco, do que em conformidade viver"(Martin Luther King)



Pensando muito em tudo que vem me acontecendo atualmente. Não quero tomar uma decisão do nada, ainda vou refletir um bucado. Afinal estou feliz, vivendo assim!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Passando de Engenheira à Psicóloga...

Acho que todo mundo tem o seu lado psicólogo de ser, mas de uns tempos para cá tenho sido mais psicolóloga que engenheira. Não sei se este fato deve-se a coisas que me aconteceram, as quais, dei a volta por cima apenas sendo eu mesma e buscando a minha felicidade em pequenos fatos que me ocorriam no dia-a-dia.

Relação Cupim...
E um dia desses, escutava uma amiga que falava sobre seu namoro, das coisas que vinha acontecendo e assim como a relação dela, não são poucas as pessoas que podem afirmar ter vivido ( e até memso vive) um relacionamento doentio, aquele tipo de relação que se firma sob um pacto neurótico, onde a base das brigas é a falta de cumplicidade dos envolvidos, muitas vezes esse tipo de relação começa com um aspecto saudável, resultado real de uma certa afinidade sexual e até mesmo afetiva, mas não demora para que os sintomas da relação comece a aparecer, pode ser em forma de ciúmes, competição, rejeição e muitas vezes chantagem.
Quem vive uma relação assim muitas vezes tem dificuldade de se desprender do parceiro ( por mais que muitas vezes diga para as amigas que queira, que vai fazer isso) pois, sente que algo prende a ele ou porque acredita que o ama demais( ou vice-versa) para deixá-lo, mesmo sabendo do alto preço que está pagando. Por isso que analiso esse tipo de relação como uma "relação cupim" ( defino-a assim pois os envolvidos aos poucos vão devorando a saúde emocional e a auto estima, ou até mesmo de um deles.)
Às vezes é preservada a aparência de uma relação apaixonada. No entanto, o investimento afetivo é tão grande que a pessoa se vê vazia, esgotada, não há retorno, apenas gasto, desperdício de tempo. Nessa dinâmica, mesmo os mais apaixonados percebem que a relação é nociva. Aí, passam a se preparar para a seperação. Porém, como é muito duro terminar uma relação como essa, acaba por adiar a decisão: a pessoa começa a negociar consigo mesmo uma data, mas sempre acha cedo para a última conversa. Mesmo sabendo que é o melhor para sua vida, ela duvida da sua capacidade de suportar o afastamento.
Uma "relação cupim" corrói a auto-estima porque faz a pessoa duvidar da própria força e discernimento. Há muita culpa e descrença em si próprio, o que torna ainda mais difícil tomar uma iniciativa e recomeçar a vida, na minha opinião isso provoca um paradoxo: Se você está numa "relação cupim", não adianta ficar esperando o dia em que se sentirá forte o suficiente para dar um basta. A cada dia você se tornará mais descrente de sua capacidade de superação. Claro que o fim de qualquer relacionamento exige um tempo para amadurecer a decisão, mas numa relação desse tipo é melhor que o tempo não se prolongue, pois nunca chegará o dia em que esse rompimento será fácil.
O ideal é que se criem artifícios para impulsionar a separação e para tornar a fase pós-términio menos dolorosa. Retomar velhas amizades, dedicar-se a um hobby, passear, muitas vezes são atitudes a serem tomadas para que se esqueça de forma menos dolorosa.
Vale ressaltar também que uma "relação-cupim" costuma deixar marcas e até prejudicar envolvimentos futuros, que podem ser experimentados com desconfiança e temor, mas que em alguns casos ficam lições importantes que ajudam a mudar o padrão de relacionamento. As escolhas, dali em diante, se tornarão mais maduras e saudáveis.
Ao se desprender de uma "relação cupim", a pessoa se sente fortalecida, satisfeita consigo mesma pela coragem de dar um fim a um ciclo autodestrutivo e por manter essa decisão apesar de todas as tentações de uma recaída. E, sobretudo, fica feliz pela liberdade conquistada.

Tenho certeza, que ao ler esse post duas amigas minhas se identificarão por estarem vivendo uma situação desse tipo, quero afirmar para vocês duas, que fiz pensando na relação que cada uma está vivendo e nos problemas que ambas tem enfrentado de forma semelhante e ao mesmo tempo distintas. Pensem em cada palavra escrita pois, só resta agora vocês refletirem e ver que tudo isso acima realmente tem acontecido na vida de vocês e agora basta só que vocês tenham CORAGEM e ATITUDE para enfrentar o futuro que só dependerá de vocês, basta olhar para o que vivem hoje que verão o que poderá viver futuramente, mas ainda há tempo para tudo isso ser modificado. SÓ DEPENDE DE VOCÊS!!!

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Mas se depender de mim eu vou até o fim...

Muitas vezes me pergunto se tanto esforço valerá a pena futuramente...
Tantas horas de estudo, algumas noites sem dormir, renúncias de passeios e viagens, pouco tempo para ficar com a família. Mas se eu determinei algo e se quero alcançar um objetivo, eu vou até o fim!
Antes até que eu não pensava assim, me contetava com o pouco, com aquilo que me era suficiente, mas hoje vejo que sempre temos que ir à luta, ir em busca sempre mais e mais. Acho que isso se deve, também, ao fato de que hoje realmente faço aquilo que gosto e me identifico. Não posso dizer que o tempo que cursei Engenharia Civil foi em vão, afinal foi uma época em que lutei muito enfrentando aqueles cálculos, físicas, mecânicas e desenhos ( Ai! Os desenhos...aqueles que nunca tive paciência e nem habilidade para executá-los). Minha maior barreira ao decidir trocar de curso era de falar pra meu pai, mas essa foi a mais fácil. Nunca pensei que ele fosse me dá tanto apóio e hoje ele mesmo diz que foi a melhor escolha que fiz na vida. E tomar essa decisão não foi nada fácil para mim, pensei muitas vezes que poderia me arrepender, mas ainda bem que tudo deu certo!
Foi uma nova etapa na minha vida, conheci pessoas novas, fiz muitas amizades...Amizades que tenho certeza que vou levar pelo resto da vida e falar de cada um deles aqui vai ser um imenso prazer. Lembro-me bem do meu primeiro contato com cada um deles, os primeiros foram o Hélio e o Charles no dia da minha matricula onde fui logo trocando algumas informações e materias de algumas disciplinas. Já o meu contato com Creuzinha foi em uma aula de probabilidade, onde eu perguntava para Wanderson se ele estava pagando uma disciplina lá e se teve aula no dia anterior e ela virou-me e disse que não. Ah Creuzinha, dessa menina ainda vou falar muito, pois é a guria que mais eu pertubo, que mais estresso e que sempre quer escutar as minhas histórias pois, ela se diverte muito com elas.Já com Sandrinha, foi em uma das cadeiras mais estressantes que paguei, a bendita ESTATÍSTICA, ela sempre tirava as minhas dúvidas com a paciência que ela tem, assim como também sempre conversamos muito pois nossas afinidades e o nosso histórico de curso são quase idênticos. E nesse bendito período da luta em estatística, também pude me aproximar de uma pessoa muito meiga, atenciosa e super tranquila: Regina! A minha segunda parêa ( segunda porque ela chegou depois de Dany) Dany...eita Danyzinha, também lembro bem do nosso primeiro contato e fico muito feliz pois, ela foi uma das pessoas que disse que se identificou, logo, com minha cara! Lembro-me bem que foi em um dos primeiros churrascos do curso, este ano. Começamos a falar das farrinhas, dos churrascos...e começamos a conversar sobre muitas coisas, parecia que nos conhecíamos a séculos e que nunca mais tínhamos nos visto. Eita Dany, são tantas histórias( e olha que nos conhecemos em fevereiro de 2008 e já farramos um bucadinho!). Danyely Resende, a 09 no BOP (ou seria melhor nomeá-la de Dany Resenha???) é a minha parêa! Quando eu penso ela já põe em prática, basta a gente querer e tudo acontece em um passo de mágica.
Tem muitas outras pessoas que também se toranaram especiais, mas eu não poderia deixar de enfatizar as duas criatura que sempre me apóiam e me incentivam( Hélio e Charles) e o QUINTETO FANTÁSTICO ( Creuzinha, Sandra, Regina, Danyely e eu), tenho certeza que essas pessoas foram muito importantes na pequena caminhada que já tenho trilhado no curso.
Em um ano, já participei de dois projetos, aprovei artigos, participei de congressos. Coisas que no outro nunca me interessei.
Tudo hoje em dia é muito diferente, muita coisa mudou e tenho a certeza que mudará!Pois no que depender de mim, vou a cada dia buscar sempre fazer o melhor pois me apaixono cada vez mais, vibro cada dia mais!
E quero viver cada momento único, pois sei que daqui a um ano e meio só vou ter as lembranças desses doces dias que tem feito a minha vida cada vez mais colorida e radiante de muita felicidade.