RSS

domingo, 9 de novembro de 2008

Por que os homens são tão complicados?


Homens, criaturas interessantes!


Eles vivem dizendo que nós - mulheres - é que somos difíceis de sermos entendidas, mas eles são tão complicados quanto...

As mulheres devem concordar comigo, tem homem que parece um urso. Fica na dele, hibernando um tempão, aí de repente, sai da "caverna" e começa a comer tudo o que vem pela frente...

Já o homem leão é aquele que aparenta ser o rei do pedaço, ele só ruge e espera atenção, serviços prestados; fica na dele até chegar um leão mais novo que ruja mais forte; aí ele mete o rabo entre as pernas e parte pra outra.

O homem garanhão pega todas e vai só contando vantagem...só conquistando...até que um dia quebra a cara, pq é conquistado, depois de conquistado é desprezado e experimenta o que fez durante a vida toda.

O galinha é aquele que não sabe com quem vai ficar, fica com uma, cisca, cisca, depois vê outra mais bonita, larga aquela e parte pra outra, depois vê outra com a bunda maior, ele larga aquela e parte pra outra e assim vai levando a vida até que...a vida passa! E ele envelhece só. Vira um galo velho.

Ainda temos o homem "serial": ele vai colecionando as mulheres por números..." Eu já tive 5, 10, 12...agora são 22..."( as numera como se fossem troféus). Depois ele comenta na roda com os amigos: "Tá vendo aquela ali? Peguei...e aquela do lado dela? Peguei tb...a outra lá, na outra ponta...peguei!"

Pobre criatura...pegou tantas e não pegou nenhuma! Aliás, deve ter pego sim, uma doença venérea...E esse negócio de "pegar mulher", é mto vulgar!! Porque mulher não se pega...mulher se conquista, a mulher é uma dádiva!

Tem que chegar com jeito, com doçura, com carinho, com palavras de amor. Uma mulher que ama é a mais linda de todas! É aquela que abre o coração e abriga. AMA! E isso eu enfatizo bem: Uma mulher que se ama e é amada é a mais linda de todas! É plena, completa, realizada e feliz!Infelizmente a maioria dos homens não se satisfaz com uma mulher só, a curiosidade deles é ilimitada...querem medir os seios, ver qual deles cabe melhor na palma das mãos...querem medir a profundidade da mulher, se ela é quente, se é fria, se rebola igual...se rebola diferente....ah, maldita curiosidade! Eles não aguentam a curiosidade! E por aí vão, caminho a fora, pegadores, conquistadores, devoradores das carentes de amor.

São raros os cativantes, aqueles que olham a mulher pela alma e não pela grossura da coxa, nem pelo diâmetro da cintura, nem pela exuberância dos quadris.

O cativante olha a mulher pela íris, nos olhos, enxerga quem ela é. Aí, ele não a conquista a princípio, ele cativa.

Uma vez cativada, a mulher é capaz de amar sem limites.

O que conquista, logo sente vontade de conquistar novamente, mas o que cativa, se prende também, porque sente vontade de cuidar do que com tanto carinho e zelo conseguiu cativar.Os dois tornam-se um e ele vai levando a vida assim, até que...a vida passa. E eles passam bem, obrigada.


Texto enviado por uma amiga, por e-mail


Eles são interessantes e complicados ao mesmo tempo, e no livro que um dia publicarei vou falar um pouco sobre esse universo que complica tanto a vida de nós, mulheres!


Suelyn Morais


:D

4 comentários:

Dany disse...

eu amei esse texto e super vou copiá-lo e colá-lo no churrasquinho, mas não agora... vou esperar mais um pouco! Eu posso, né?! hehehehe
;)
Bjs

Suelyn Morais disse...

Eu também adorei quando li.
Claro que pode copiá-lo!
BeijooO

:D

Rogerio Teles disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Aline Menezes disse...

Nossa to eu aqui quase em lágrimas querendo e pedindo pra Deus pra ter esse homem que eu conheço hoje ser o cativante e não o conquistador!