RSS

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

É assim que também me vejo


Temperamento impulsivo


“Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.

Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei.”


Clarice Lispector

Muitas vezes é assim que ajo, penso e faço. Hoje, tento controlar as minhas emoções e as palavras que vou dizer, analiso as situações com mais racionalidade.
Mas acho que é natural do ser humanos, as vezes agir por impulso.
Ao ler os textos de Clarice me identifico muito, é como se ela falasse as coisas que se passam na minha vida.

3 comentários:

Na. disse...

Acho que não no mundo que não seja tocado por pelo menos um dos textos da Clarisse...

Xerus
=***

manzas disse...

Descobri…
Um banco do jardim
Que me segredou
Em poesia…
Aromas que aqui
Encontrou
De paz
E de harmonia...

É bom aqui...estar.

O eterno abraço…

-Manzas-

T disse...

minha primeira vez aqui.
muito bom, seu canto.
beijo